25.7.05

ALIADOS -FRASES

Home- ALIADOS

Frase #1 (anónimo) -"Então nós para mudarmos a fachada da nossa casa temos de pedir autorização e eles vão fazer isto!?"

Frase #2 (anónimo) "Eles são do Porto?! Nem parece gente de cá..."

Frase #3 (taxista)-«... é mau demais para ser verdade!»

Frase #4 (comerciante dos Aliados) -«Outros (...) desdenham e tentam politizar o que não cabe em assunto partidário: a nossa querida Avenida dos Aliados. Ela nunca terá partido a não ser o do bom senso e o do respeito pelo património que os antigos nos legaram.» (Alguém que há mais de quarenta anos calcorreia diariamente a Av. dos Aliados, onde trabalha!)

Frase #5 (anónimo) «O que se passa é que lamentavelmente os interesses económicos se sobrepõem à cidade e sua história.»

Frase #6 (anónimo) - «Antigamente chamavam-se obras de beneficiação, agora chamam-lhes "requalificações" e destroiem tudo!»

Frase #7 (anónimo) -«Sim à revitalização da Baixa! Não à sua descaracterização!»

Frase #8 (F.R.Antunes comentando o parecer do IPPAR) -«(...) Os Aliados não têm nenhum problema urbanístico sério nem nenhuma fraca utilização social, têm um problema imobiliário com a desocupação de parte dos edifícios que os bancos abandonaram. É um problema grande mas não é o mesmo, nem justifica que se legitimize uma intervenção destas.»

Frase #9 (A. Siza Vieira em notícia transcrita aqui ) «"A Avenida não há-de ser muito diferente, até porque não fazia sentido, estando integrada num centro histórico que é Património da Humanidade". » Álvaro Siza Vieira (20 de Agosto de 2004)

Frase #10 (P.V.Araújo) «O momento [inauguração da linha amarela do metro] deveria ser de puro regozijo - não fosse recordarmos com tristeza os prejuízos ambientais e urbanísticos que obras mal planeadas e mal conduzidas trouxeram à cidade.» in Mais amarelo e menos verde: os percalços do Metro Comunicado à imprensa, 16 de Setembro de 2005

Frase #11 (P.V.Araújo) -«É de um autismo preocupante que, em vez de admitirem rever o projecto, a Câmara e a Metro do Porto insistam em executá-lo - informando, como quem dá uma boa nova à cidade, que as obras, paradas há já algum tempo, avançarão conforme o previsto logo que seja possível adjudicá-las.» in Mais amarelo e menos verde: os percalços do MetroComunicado à imprensa, 16 de Setembro de 2005

Frase #12 (P.V.Araújo) -«A Campo Aberto, a ARPPA e as restantes associações (...) que com elas partilham esta causa esperam que estas entidades* cumpram o seu dever e travem a desastrosa requalificação em curso no coração do Porto. Pois se isso não acontecer, a cidade e o país, com esta nova linha amarela, têm todas as razões para ficarem amarelos de vergonha. » in Mais amarelo e menos verde: os percalços do Metro Comunicado à imprensa, 16 de Setembro de 2005

Frase #13 (J.Teixeira Lopes)

Frase #14 (Teófilo M.) -«Creio que há ainda muitos portuenses mal informados, pois nem os jornais da cidade levaram o problema a sério, nem as televisões se incomodam muito com a matéria, pois é apenas mais um caso na província. (...).Quando se arrasam os ex-libris de uma cidade, o que resta!?. Pode ser que daqui a quatro anos, nos chegue novo desdobrável com o antes e depois desta 'maravilhosa' obra...»

Frase # 15 (Rui Sá) -«(...) E com a substituição do asfalto pelo piso em paralelo ainda vai piorar; o que faz com que aquele aproveitamento previsto das zonas laterais, com a diminuição da placa central vai ser mais difícil porque é difícil nós estarmos ali em esplanadas em que o ruído é extremamente incomodativo. Nós andamos ali na ordem dos 60 a 70 décibeis!(...)»

Frase # 17 (José Sócrates)- «Gostei muito. Eu quis atravessar a Ponte de D. Luís, porque acho que esta obra marca um momento muito importante para o Porto. É uma obra histórica que alia o desenvolvimento e a maturidade do sistema de transportes à protecção do património histórico, disse o chefe de Governo (...)»

Frase # 18 (Rui Rio)- «"A próxima reabilitação dos Aliados e de todo o espaço entre Gonçalo Cristóvão e a Ponte de D. Luís I é uma obra que, dentro em breve, irá trazer ao centro do Porto um espaço de grande qualidade e, por isso, de especial atractividade", (...)» (transcrito do Público -Local Porto /26-10-05)

Frase # 19 (Germano Silva in O Primeiro de Janeiro) «A Favor do Porto», constituída pelo seu espólio doado ao Arquivo Histórico do Porto:«"Sabendo nomeadamente que a sua rua tem história, as pessoas preocupar-se-ão em preservar esse lugar”, advogou, considerando ao mesmo tempo que "a cidade só tem a ganhar com isso".»

Frase # 201(Francisco Teixeira-no JN) -«O que as obras de grandes artistas têm de mau é este acriticismo prévio e contínuo, que impede a vigilância e a discussão. Não fosse Siza o autor daquela desfeiada praça e já os clamores teriam surgido, se não tivessem, como deviam, surgido antes, quando, quem sabe, viu a fealdade que ali se instalou. » ()»

Frase #21 -"Não há uma alteração profunda..." (Jorge Morgado)- «Não há uma alteração profunda. A forma de reconstruir à superfície foi deixada em aberto, e o objectivo era, tanto quanto possível, manter as características básicas [da Avenida dos Aliados]»

Frase # 22 (P.V.Araújo) - «É preciso dizer claramente que a arte que assim destrói o espaço público não presta: é irrisória, é arrogante, é desrespeitadora da cidade e da sua memória; é infinitamente inferior à arte dos calceteiros que compuseram os expressivos ...»

Frase # 23 (Rui Reininho)- «O partido do granito: é o Barley eo Fred. Esses dois arquitectos são os Flintstones.»

Frase # 24 (Maria Rosa Carvalho)- «E se eu pudessse fazer alguma coisa, eu fazia! Como muitos se têm visto... em localidades de Trás-os-Montes que as pessoas se metem à frente dos tractores para evitar determinadas coisas.»

Frase # 25- (Gomes Fernandes) -«Ou será que este "inefável" organismo de tutela aceita que escaquem os Aliados, para estes senhores certamente um espaço menor sem envolvência patrimonial, e incomoda-se com a boca de saída do túnel nas proximidades do Museu? ...»

Frase # 26 (Alexandre Borges Gomes)- «Se não está escangalhado, não conserta!»

Frase # 27-(Joana Andresen Guedes)- «Não nos imponha o que não queremos; mantenha, repare e conserve o que está, adaptando-o sem o modificar, actualizando-o sem o destruir. Isso sim, é uma grande obra. Não se esqueça ...»

Frase # 28 -(M.R.L. comentando aqui.)
«Grande "elite" essa que nos quer projectar para o futuro, sem passado.»

Frase # 29- (Siza Vieira -arquitecto cf aqui)
«É preciso não violentar os muros bem fundados, ou o solo que os moldou e que moldaram - por obsessiva ânsia de uma modernidade tantas vezes desintegradora de construções e do seu assentamento, de jardins de praças, jardins de interior de quarteirão, terraços, encostas e perfis. E é preciso não construir desertos vedados, palácios desfigurados; sobretudo não construir mais do que o necessário....»

Frase # 30-( Rio Fernandes aqui) -«Porquê estragar? Porquê fazer espaço contemporâneo por todo o lado? E porquê ali? Apenas porque a Metro paga?Antes houvesse menos dinheiro: talvez pudesse existir mais tino! Mas se assim é, porque não antes mesmo ao lado, entre S. Bento e a Ponte de D. Luís I? Apenas por birra de alguém? Por favor…»

Frase # 31 -(Miguel Sousa Tavares, Siza em Madrid in Expresso-13.05.06)
«(...)Reduza-se então o assunto a uma questão de direitos: as pessoas não têm o direito de gostar de árvores e de rochas, ou é mais importante o direito dos arquitectos a não gostarem? O que serve, afinal, a arquitectura - não serão as pessoas?»

Frase # 32 -(Manuel Correia Fernandes in Obras mal amadas )
«Que as obras parecem mal amadas, parecem, e é pena! Por isso, a pergunta que vantagem haverá em usar apenas argumentos meramente formais ou de simples afirmação de autoridade para fazer valer projectos e obras de interesse público?»

Frase # 33 -(Júlio Couto aqui)
«“Só conhecemos a cidade do Porto se andarmos por ela. Esta peça de teatro não é mais um livro, mas um pedaço de vida. Todos temos o direito a sonhar um pouco mais e lembrar os bons tempos de algumas zonas como a Avenida dos Aliados, que agora é uma autêntica miséria”»

Outros ÍNDICES

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home